COMO DIRIA (QUALQUER) PESSOA

(tem quem diga) Eu não nasci para ser gente
(há estátuas gregas mais gente do que eu)
Faço parte do grupo dos que almejam o nada:
Temos uma vontade irresistível de calar o riso
Achamos divertido isso
Façamos o leitor chorar
Que isso é muito divertido

Todo mundo é nada
À parte isso, tem todos os sonhos do mundo
Pois todo mundo é Pessoa

(já eu) sou filho da modernidade
Essa filha insana da eternidade
Que quer, mas ignora o que é, de fato, a liberdade
Que se avista no espelho e se vê nitidamente cega
Por isto estes versos sem regra (com medo de ir ao fim da linha)
Esta prosa mascarada, serva real da poesia
Prosa que não cai em si e insiste em ser poema

Apesar de ter todos os sonhos do mundo
Todo mundo é nada
Pois todo mundo é Pessoa
À parte isso

Sou livre contra estes tempos
Sou preso a ele, mas não deliberadamente
Vivo entre aspas e “espero faltar ao encontro com a morte”
Vivo como todos: evitando a morte e me recusando a viver
A paz me entristece. A guerra me deprime
Saber é sofrer, mas ignorar não é nenhuma alegria
Ser poeta é só mais uma forma confusa de rotina

À parte isso
Todo mundo é nada
Pois todo mundo é pessoa

Não saber é hoje a grande moda
Dando à ignorância – nada douta – um lugar que ela jamais mereceu
A ignorância – nada douta – é a nova rainha dos letrados
“Pensar é errar” é o que pensam os pensadores de hoje
Deus é visível, basta não ser cego dos “olhos de ver Deus”
Quem é cego deveria acreditar naqueles que enxergam
Quem enxerga deveria amar aqueles que são cegos e guiá-los

Todo mundo é pessoa
Apesar dos sonhos do mundo
Todo mundo é nada
À parte isso

Já fui feliz e achei chato, já fui triste e é pior
Hoje, nenhum dos dois estados me atrai suficientemente
Não os procuro nem fujo deles nem lamento nem me alegro
Os prazeres e as dores são pálidos detalhes dos dias
O tempo – de sóis e luas – está sempre lá fora
Aqui dentro não há tempo, espaço nem destino
Aqui é só um rio que passa e invade tudo

E apesar dos sonhos do mundo
Todo mundo é nada
À parte isso
Todo mundo é Pessoa

Anúncios

3 Respostas para “COMO DIRIA (QUALQUER) PESSOA

  1. Salve a “serva real da Poesia”… clap-clap.

  2. Como sempre,um ótimo texto!!

  3. Que bonito.
    Como eu gosto.
    Deus te conserve assim.
    Ari

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s