NAQUELE TEMPO

Antes da invenção da caixa (e dos palitos) de fósforos, no tempo em que o fogo era um bem a ser protegido, quando não existiam isqueiros, pois bem, naquele tempo, quando uma casa se incendiava, uma das preocupações do dono era salvar, dentre as coisas que se queimavam, o próprio fogo. Se tudo se perdesse, era um alívio que se salvasse pelo menos o fogo. Quando se perdia tudo, até o fogo, era uma desolação só, tanto que, dentre os homens daquele tempo, havia esse ditado popular: “perdeu até o fogo no incêndio”. Era isso que se dizia de alguém que não tinha mais nada na vida. Quando os bombeiros chegavam, o trabalho era cuidadoso para que se salvasse o fogo do incêndio. Naquele tempo os incendiários eram respeitados.

Anúncios

Uma resposta para “NAQUELE TEMPO

  1. Me caguei de rir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s